Brasileiro de 1987- A polêmica continua

13:58 Lello Pensador 0 Comentários

Copa União 1987....O que a CBF quer esconder!!! Se vc tiver paciência pra ler, vá em frente.

A Copa Brasil 86 (Campeonato Brasileiro de 1986), teve seu final no dia 25/02/87, no qual o São Paulo após empatar com o Guarani no tempo normal e na prorrogação bateu o bugre campineiro nos pênaltis e se sagrou bicampeão brasileiro de 1986.
O torneio havia terminado, porém uma discussão ficou no ar, haveria ou não o campeonato brasileiro do ano de 1987? A CBF de Otávio Pinto Guimarães e Nabi Abi Cheidi já havia afirmado que não, alegando que se encontrava com os cofres vazios.
Então os 13 principais clubes do país (que são também às 13 maiores torcidas), decidiram se juntar e fundar a entidade denominada Clube dos 13 do qual faziam parte Cruzeiro Esporte Clube, Clube Atlético Mineiro, São Paulo Futebol Clube, Sport Clube Corinthians Paulista, Sociedade Esportiva Palmeiras, Santos Futebol Clube, Clube de Regatas do Flamengo, Fluminense Football Clube, Botafogo de Futebol e Regatas, Clube de Regatas Vasco da Gama, Bahia Esporte Clube, Sport Clube Internacional e Grêmio de Football Porto Alegrense. Ficou também acertado que a entidade iria ser presidida pelo então presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar.
Os 13 principais clube do país buscaram aliados para que pudessem realizar o torneio, firmaram um acordo com a multinacional Coca-Cola Company, com o açúcar União ( que acabou dando nome ao torneio), com a Rede Globo (que transmitiria os jogos) e com a Revista Placar (principal publicação de futebol da época) e ainda convidarem mais 3 clubes, para interar os 16 Coritiba, Goiás e Santa Cruz/PE.
A Coca-Cola iria patrocinar quase todos os clubes exceto Flamengo, Corinthians e Internacional (que eram patrocinados respectivamente por Lubrax-Petrobás, Kalunga e APLUB). Isso inclusive gerou a famosa polêmica que o Grêmio recebeu permissão para estampar o patrocínio em preto-e-branco, para não colocar a cor vermelha (do rival Inter) em seu uniforme.
O Objetivo da Copa União era criar um torneio mais enxuto e mais rentável do que os torneios realizados anteriormente pela CBF, que eram inchados e tinham duração de mais de um ano.
A Fórmula de disputa era simples, dois grupos com oito participantes cada. No primeiro turno os times do grupo A, disputavam a vaga entre si, o vencedor de cada grupo assegurava as vagas para as semifinais. No segundo turno, haveria os confrontos dos grupos A e B. caso se repetisse o mesmo vencedor do 1º turno, se classificaria o 2º colocado. E não haveria rebaixamento.
Tudo parecia perfeito, até que os clubes que ficaram de fora do clube do 13, sentindo-se marginalizados por terem ficado de fora do torneio resolveram pressionar a CBF.
A CBF que já não estava gostando nada da realização da Copa União, resolveu melar o torneio, criando um torneio denominado módulo amarelo e batizou a Copa União de módulo verde e queria obrigar os times do módulo verde a cruzarem com os do módulo amarelo para se decidir o campeão de 87.
Porém a Copa União já se encontrava na sua 4ª Rodada quando isso foi proposto e na 7ª rodada, o presidente do Clube dos 13 comunicou que por decisão unânime de todos os presidentes dos clubes participantes da Copa União, não iria haver cruzamento com os times do módulo amarelo.
A Copa União teve como vencedor do Grupo A no primeiro turno o Atlético/MG e o Internacional venceu o Grupo B.
No 2º Turno, novamente o Grupo A foi vencido pelo Atlético/MG que como já havia garantido vaga para as semifinais se classificou o segundo colocado do grupo o Flamengo. No Grupo B a vaga ficou com o Cruzeiro A Copa União estava chegando ao seu final o Flamengo iria enfrentar o até então invicto Atlético/MG e o Internacional receberia o Cruzeiro em Porto Alegre.
Na partida de ida no Maracanã o Flamengo bateu o Atlético/MG por 1 x 0 e tirou a invencibilidade do time mineiro e na outra semifinal o Inter segurou o Cruzeiro em um empate por 0 x 0 no Beira Rio.
Na partida de volta o Atlético precisava apenas empatar para chegar as finais, começou perdendo por 2 x 0, conseguiu empatar e tomou avirada em uma falha da defessa no qual Renato Gaúcho fez um gol que calou o Mineirão. No outro jogo realizado no dia seguinte Cruzeiro e Inter apenas empataram no tempo normal e na prorrogação ainda no 1º tempo o Inter garantiu a vaga com um gol de Amarildo. Ironia do destino os dois melhores times da competição Atlético/MG e Cruzeiro (muitos acreditavam que a final da Copa União 87, seria o clássico mineiro, estava eliminada da competição).

Pronto estavam decididos os dois finalistas Internacional e Flamengo. No Primeiro jogo empate em 1 x 1 no Beira-Rio e no segundo vitória do Flamengo, 1x0 gol de Bebeto.
Para o Brasil inteiro o campeonato brasileiro havia sido decido no dia 13/12/87 e tinha como vencedor o Flamengo, menos para a CBF que insistia no tal cruzamento. Como Flamengo x Internacional haviam dito que não iam participar a CBF os eliminou por W.O. e colocou Sport e Guarani para decidirem o título de 87 e ainda puniu Flamengo e Inter, tirando-lhes a vaga da Libertadores 87.
Vale lembrar que antes disso não houve vencedor do módulo amarelo, já que na partida de ida em Campinas o Guarani venceu o Sport por 2 x 0 e na de volta o Sport bateu o bugre por 3 x 0. Os times foram decidir o título do módulo amarelo nos pênaltis e quando estava em 11 x 11, ambos os clubes (pasmem!), resolveram dividir o título.
A CBF não aceitou tal medida e marcou novas duas partidas para o ano de 88. Na de ida empate em 1 x 1 no Brinco de Ouro da Princesa e na volta o Sport venceu por 1 x 0 gol de Betão, dentro da Ilha do Retiro. Com isso a CBF deu a vaga da Libertadores que era de fato e de direito de Flamengo e Internacional para Sport e Guarani.
Agora vamos as considerações finais.

Em 1986 o Botafogo foi um dos rebaixados do campeonato brasileiro, porém como a CBF havia dito que não iria realizar o torneio o Botafogo entrou no clube dos 13 e pode participar da Copa União. Já que a Copa União foi o legítimo Campeonato Brasileiro de 1987, já que a CBF não realizou Brasileiro em 1987.

Porém no mesmo ano de 1986 o Sport Clube do Recife foi rebaixado também e como o módulo amarelo foi um torneio que a CBF resolveu realizar de forma paralela a Copa União, para melar a competição do clube dos 13, podemos concluir que: Como um time que foi rebaixado no anterior anterior pode ser campeão da primeira divisão no ano seguinte? Isso é impossível concluímos então que o Sport foi campeão do que hoje chamamos de série B, foi campeão da Segundona. E que com intuito de sacanear o Clube dos 13 a CBF não reconhece o título do Flamengo (Campeão legítimo e moral de 1987).

Vale lembrar que em 1988 a CBF praticamente obrigou o Clube dos 13 a incorporar os times do módulo amarelo, no torneio

0 comentários: